MÁQUINA DE SUCESSO – COMPETÊNCIA OU SORTE

webber_lama

“Oportunidades surgem, porém podem ser criadas na mesma proporção e intensidade

Talvez seja o tema mais delicado sobre o qual decidi escrever, até o momento.

Primeiramente, vale ressaltar que sucesso profissional é subjetivo e definido de acordo com ambições, planos e sonhos individuais, embora existam definições e consensos comuns, pela perspectiva social. Na realidade, quero tratar em um outro patamar esta reflexão, nos desafiarmos e nos assumirmos como: “senhores do nosso destino“; mesmo tendo a consciência que “o acaso e a sorte” possam impactar, em qualquer planejamento comedido e bem estruturado de carreira.

Criei um termo próprio que chamo de “Máquina de Sucesso” a qual pode estar configurada em dois lugares: Externa ou Interna; baseado nesta escolha de “lado”, haverá uma influência contínua, no caminho, deste profissional

Para os profissionais com a Máquina de Sucesso Externa, a dicotomia: sorte ou azar serve, normalmente, como “muleta”, sem sucesso e realização pessoal,  projetam seus fracassos, sempre em diversas variáveis externas. Acreditam veemente que o fato de ter ou não sorte, gerará o resultado final do seu destino.  Culpam sempre seus chefes, empresas, concorrentes, mercado de trabalho, universidade, país que reside, vizinhos, parceiros de trabalho, família, compromissos sociais, entre outros. Muitas vezes até indagam; por que outras pessoas tiveram muita sorte e elas nenhuma. Sentem-se menos confiantes, que podem modificar sua trajetória, serem donos de seu próprio destino, tomar definitivamente as rédias de sua vida profissional, com uma atitude diferente em relação a si próprio. Para esse grupo de profissionais, quem opera sua Máquina de Sucesso, é a vida, estão sempre longe do painel de controle, são reflexos do balanço do mar, seguem a mercê das ondas, navegando sem bússola, leme ou velas.

Se compactuássemos apenas desta visão unilateral como exposta acima, seriamos injustos com um segundo grupo de profissionais. Os profissionais que possuem sua Máquina de Sucesso Interna. Será que não somos nós, que podemos lançar também um pedaço da nossa sorte?

Os profissionais com a Máquina de Sucesso Interna, sentem-se donos dos seus próprios destinos, aceitam os riscos que a vida proporciona, estão dispostos a arriscar. Reconhecem que são do tamanho dos seus sonhos. Apesar destas condições mutantes externas,  com dedicação e esforços necessários, estarão no controle central de sua carreira. Reconhecem que renúncias caminham lado a lado às suas escolhas, tudo tem seu preço. Buscam aperfeiçoar seu conhecimento, adquirir experiências válidas e superar a si próprio, antes de competir com o mundo, competem com si mesmos.

Enquanto alguns se estagnam, ele evolui. Enquanto outros descansam, ele permanece alerta. Doa-se para receber e ser reconhecido mais a frente. Não descansam, cada dia realizado é um passo ao seu objetivo. Não culpam terceiros, pelos seus erros e paralisação profissional. Não abaixam a cabeça ao perder uma batalha, sabem que tem uma guerra inteira pela frente.

O primeiro passo para ter a sua Máquina de Sucesso Interna, começa hoje, agora!

Rodrigo Quinalha

Palestrante Corporativo
Professor MBA & Pós – FIA – Fundação Instituto de Administração
Business Manager – HB

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s